O ESPORTE DE ASSU E REGIÃO, OBRIGADO PELA VISITA

quinta-feira, 14 de março de 2013

Dirigentes do ASSU falam sobre ações do clube


 

O gerente de futebol do ASSU, Edson Barros falou a reportagem do Blog Fique Sabendo e da Rádio Princesa do Vale. Entre os temas abordados o dirigente falou sobre o julgamento do zagueiro e capitão Oliveira, a reintegração ao elenco do lateral esquerdo Assis que chegou a ser anunciado como dispensado no final da semana passada. Edson Barros também teceu considerações sobre a regularização do volante Dinho recém- chegado ao clube. Sobre o julgamento de Oliveira ocorrido na última terça- feira na sede do Tribunal de Justiça Desportiva - TJD da Federação Norte-rio-grandense de Futebol – FNF, Edson salientou que mesmo Oliveira tendo sido condenado a cumprir quatro partidas de suspensão, a assessoria jurídica do ASSU conseguiu uma medida cautelar que permitiu ao atleta jogar contra o Santa Cruz na quarta- feira e ainda espera mudar a pena imposta ao atleta mediante a transferência de artigo o que alteraria a pena de quatro partidas para a doação de cestas básicas. Com relação à regularização do jogador Dinho ele disse que no máximo em 24 horas o atleta estará em plenas condições de jogo. 
A respeito do lateral Assis, Edson explicou que o jogador antes pretendido por outro clube acabou não acertando sua ida e foi reintegrado ao elenco após consulta feita ao técnico Neto Matias. Por fim o dirigente do ASSU explicou outra celeuma criada no domingo passado dando conta da falta de ingressos para estudantes. Ele disse que não faltou ingresso para estudante (meia- entrada), apenas houve uma demora na passagem do troco, haja vista que muitos torcedores não estavam com o dinheiro trocado e nas bilheterias as cédulas de dois reais acabaram em pouco tempo. “Não faltaram ingressos para estudantes. Ao contrário sobraram um total de cinquenta e sete. Tenho os borderôs e as notas fiscais que atestam isso. Infelizmente existem pessoas que tentam tumultuar e fazem muito barulho por nada. Entendo que tinha muita gente querendo entrar no estádio. Mas precisam entender que estávamos com pouco troco nas bilheterias para os ingressos destinados aos estudantes. Os nossos auxiliares saiam para trocar as cédulas de dez reais e isso gerava demora. O que pedimos foi que quem não estivesse com o dinheiro trocado esperasse um pouco mais e desse prioridade a quem estava com o dinheiro trocado no valor do ingresso, ou seja oito reais. Com demora ou sem demora ninguém deixou de entrar no estádio, a não ser quem não o quis fazer”, disse ele. 
Outro que também falou foi o presidente do clube Antônio Batista de Araújo o Toinho da Conpasfal. Toinho analisou a fase do alviverde como boa e disse que o time inspira confiança em todos os setores do campo. “Podemos até perder, mas hoje temos condições de jogar contra qualquer que seja o time do futebol do nosso estado. Temos um time que impõe confiança tanto nas quatro linhas como no banco de reserva. Temos jogadores que passam confiança na defesa, no meio de campo e no ataque e temos um técnico que sabe o que fazer. Estamos buscando fazer mais pelo ASSU mesmo diante das dificuldades. Somos líderes ao lado do América e essa boa fase tem sido fruto de muito trabalho e muito esforço” finalizou.
P

Um comentário: